<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d13730762\x26blogName\x3dD\x27Homem\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://dehomem.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://dehomem.blogspot.com/\x26vt\x3d-9092945672773493816', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

23 agosto 2005

Jogo do Cinto



Como se sabe, a infância de cada um de nós é determinante para o tipo de pessoa que seremos. Ora, da mesma maneira que um puto que brincou demasiado ás barbies se transforma no secretário-geral da ILGA, também o Homem tem brincadeiras, jogos e/ou outro tipo de actividade recreativa para o ajudar a transformar num Homem completo. E um dos jogos mais praticados pelos amanhã-seremos-um-Homem é exactamente o Jogo Do Cinto. Praticado em centenas de escolas preparatórias (ou la como se chamam as espeluncas onde o Estado "educa" a miudagem nos tempos d'oje) por miudos de qualquer idade, o jogo do cinto é barato, fácil de jogar, e leva desde duas pessoas até a escola inteira (já aconteceu!).

Bom, e em que é que consiste exactamente o Jogo do Cinto? Como o próprio nome indica, é necessário um cinto (convém ser de couro e fivéla metálica). O dono do cinto esconde o cinto e fica externo ao jogo. Quem encontrar o cinto, tem que espancar todos os outros jogadores exaustivamente com o cinto (ora com o couro, ora com a fivela), mas apenas enquanto os outros nao tocam no Poste designado para ser o "salva-vidas", ou seja, quem no tocar no poste fica livre da violentação megéra do Cinto.

Quando toda a gente tiver salva do cinto ou no Hospital ou até mesmo morta, quem esteve a usar o cinto esconde-o de novo e passa ele a estar de fora do jogo, enquanto o puto que estava a apanhar bonés e a brincar com formigas entra para a Arena que é popularmente designada por "recreio infantil". Este jogo só pára quando toca para as aulas e o pessoal até quer foder a cabeça à prof de matemática ou quando o miúdo de ocúlos parte o nariz. Este jogo é dos principais responsáveis pela violência doméstica (já que se vai treinando o braço pa acertar nos putos e na Dona), também ajudando os mai novos a acostumarem-se a usar o seu próprio cinto, algo que por vezes cai no esquecimento geral, muito por culpa do fato-de-treino agora usado nos rebentos. Por isso, educa muito bem o teu puto, dá-lhe muita porrada em casa com o cinto e, quando ele fizer os seus três aninhos, se ele merecer, oferece-lhe um, cheio de orgulho de pai. Aprende bicha-de-seda

Ressabianços: 23

Blogger Ginjas
(24 agosto, 2005 09:28)

caro colega megas, muito de homem, ou como dizem os japoneses, hyataru katamoshi buanetsachi (ou nao).

 
Blogger Megas
(24 agosto, 2005 16:34)

ai que FDP!até no japao este filho da puta cá vem!bem haja!

 
Blogger José Nuno Ferreira
(24 agosto, 2005 19:47)

vidas de rico...nice one man

 
Anonymous Profeta
(24 agosto, 2005 20:24)

ktchaaaaa! toma lá pahhh!!!

 
Anonymous Ana Filipa Portugal
(25 agosto, 2005 14:14)

É com surpresa que reparo que os queridos homens que escrevem neste espaço se esqueceram de referir o fantástico e fabuloso prémio que ganham aqueles que conseguem alcançar o poste em tempo útil. Estes sortudos passam automaticamente a ter direito a jogar ao inigualável “Jogo do Poste”! E perguntar-me-ão vocês “Em que consiste o Jogo do Poste?”. Ora, o “Jogo do Poste” consiste em sentar o privilegiado que conseguiu chegar ao poste a tempo de se livrar do cinto, de pernas escachadas, uma para cada lado do poste. Seguidamente, os Cristos que levaram exaustivamente com o cinto colocam-se junto de cada uma das pernas do jogador e agarram-nas pujantemente. Apelam a todas as forças que ainda persistem nos membros que não sucumbiram ao “Jogo do Cinto” e puxam veementemente as pernas do jogador central de forma a que a zona entre pernas do mesmo seja impelida com estrondo de encontro ao poste. Este movimento é repetido vezes sucessivas até que o jogador perca a consciência ou eventualmente, seja derrubado o poste. O efeito provocado por este jogo é em tudo semelhante ao das barbies, com a vantagem de ser muito mais rápido e eficiente e proporcionar gozo aos restantes executantes.
Deixem-me que vos cite… APRENDEI…

 
Blogger Johnny Boy
(25 agosto, 2005 15:04)

na minha terra isso chama-se "colhões ao poste", é executado, na maioria das vezes, quando apetece aos petizes, e não durante o jogo do cinto. jã que estamos nessa, posso também referir a guerra dos limões (em que se arrancavam limões das árvores e se atiravam uns aos outros).

 
Blogger Pardal
(26 agosto, 2005 00:35)

Pois esse jogo do poste na minha humilde ESE (Escola Secundaria de Ermesinde :P) era realizado sem razao aparente... Quanto aos limoes, nos eramos mais bolotas... sao mais duras e magoam mais :D, é mais D´Homem...

 
Blogger Ginjas
(27 agosto, 2005 12:17)

Na minha escola comia-se gajas. Bem mais de homem do que comer gajas devido a falta de concorrencia (por terem ficado com os tomates feitos em sumo num poste) e comer gajas pelo cheiro a sovaco. Ou seja, sashamoto sentosen ikariku-ten miyaku takanawa.
Aprendei.

 
Blogger Megas
(27 agosto, 2005 15:41)

Filho da puta pensa que por andar pelo Japão a comer pito atravessado é mais que os outros! Wai-Teh Fu-Dehre Fih-Lo Da-Put Ha San!

 
Anonymous Anónimo
(27 agosto, 2005 21:20)

Estou aqui estou-me a mijar de tanto rir, foda-se.
Avidez.

 
Blogger Ginjas
(28 agosto, 2005 12:03)

Bem bom pito atravessado e a cheirar a soja, e vestido com orelhas de coelho e saia colegial. (facto)

Invejoso:P

 
Blogger Johnny Boy
(28 agosto, 2005 14:48)

so falta começares a falar em haikus.

 
Blogger Cuná
(29 agosto, 2005 08:52)

komiageru nikushimi ni kokoro o kimete iku, ginjas-san?

(eu às vezes devia era tar calado)

 
Blogger Ginjas
(29 agosto, 2005 13:34)

cuna-san:
fode-te geek do crl.=) fica sabendo que este internet cafe tem o firefox. so faltava dar musica dos ultimos albuns de pearl jam. que merda...

johny-kun:
"
so pa dizer
que acho
que es uma merda
"
contente?

povo-san:
quando chegar a portugal faco um post sobre esta gente, que apesar de incomparavelmente arrabiroliladinhos, fumam tabaco com 30 mg de nicotina. ah pune.

 
Blogger André Lamelas
(29 agosto, 2005 14:08)

Ginjas-san you suck. Get back in the EVA. :-P

 
Blogger Johnny Boy
(29 agosto, 2005 16:21)

ginjas-pan(eleiro):
foda-se até eu sei como se escreve um haiku
5-7-5
anyways, poe-te aqui antes do natal, ou enquanto a gente ainda é jovem, pelo menos.

30 mg de nicotina, dasse!

 
Blogger Megas
(29 agosto, 2005 19:17)

só dão Filhos da Puta que não teem nada a dizer (ou a postar!)...dass façam klk merda filhos da puta!se tens net no japão usa inteligentemente em vez de tares a ir ao wankersworld.com....

 
Blogger Johnny Boy
(29 agosto, 2005 20:45)

menos areia na vagina, megas...

 
Blogger Ginjas
(31 agosto, 2005 01:25)

eu ponhome antes do natal. e trago umas paneleirices pa vos provardeis.

vou embarcar. fui

 
Blogger Cuná
(31 agosto, 2005 04:23)

ora bem...

isto ser haiku
é uma grande merda de haiku
vai levar no cu

 
Anonymous Anónimo
(01 setembro, 2005 18:17)

prontes
é veridico
mijei-me de tanto rir
ou isso ou fui expulsa da biblioteca... ~~~=X

 
Blogger Megas
(01 setembro, 2005 18:25)

cuná experimenta começar a comer os iogurtes sem tanto açucar...:)

 
Anonymous Ziu
(05 setembro, 2005 17:12)

PS: Comer iogurte é sem dúvida pouco de Homem...

E mais de Homem ainda é escrever o pos-scriptum antes do texto principal.

 

Enviar um comentário

<< dehomem.blogspot.com