<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d13730762\x26blogName\x3dD\x27Homem\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://dehomem.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://dehomem.blogspot.com/\x26vt\x3d-9092945672773493816', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

28 junho 2005

Jogo de Homem 1 - Damas

Ahhhhh....Há pouco jogo por esse mundo fora que seja tao D'Hómem e tão de reformado como as "Damas". Apesar do seu nome algo bicha (ou nigga, eles é que têm a mania de chamar dámas à sua propriedade gajal), damas é super de homem, pois trata-se de andar a mover de um lado para o outro rodias semelhantes às que se usam no barbeiro para ordenar os clientes (nada é por acaso, pensa nisso), fazendo colunas com as mesmas e devorar as rodas do adversário sem deixar ficar nenhuma para trás (homem que é homem não faz prisioneiros, degola ou viola). Alem do mais, a única vez que o verdadeiro homem diz dama é mesmo pa jogar dámas, algo do género "Oh Quim Zé, bai uma jogatana de Dámas!?". Bom, o melhor das damas, ao contrário de alguns dos jogos de salão, é que tem regras muito simples e básicas, e que dão liberdade a imensos filósofos de tasco improvisarem com os seus incríveis cérebros regras novas...ou seja, o melhor das damas não é o jogo em si, mas sim o chamado "jogo fora das quatro linhas", neste caso, no jogo "fora do tabuleiro". Para explicar melhor, vou citar as regras oficiais mais simples:

- É jogado por dois jogadores;

- 20 peças para cada jogador;

- joga-se a peça na diagonal, sempre para a frente, uma casa;

- se a peça chega á extremidade do tabuleiro do oponente, a peça passa a ser uma dama;

- As damas andam na diagonal quantas casas quiserem, em ambos os sentidos.

Existem mais regras complicadas que nunca ninguém sabe ao certo, muitos menos o Homem, pois a única regra do Homem é a dele mesmo (como ja foi referido no blog) daí que, como qualquer pseudo-intelectual dá o valor artistico a uma obra de Wassily Kandinskya que bem entende, também o verdadeiro Mestre joga a seu bel-prazer as peças...em especial as damas. Os sítios onde o Homem joga "dámas" são preferencialmente em tascos (ou cafés locais) e também em rotundas ou em parques, pois estando cá fora melhora o seu bronzeado de homem (vulgo bronzeado-à-trolha) e ainda por cima cá fora dá mais pitol do que no interior de uma qualquer tasca (onde geralmente milita aborto velho). Como ja referi, o melhor das damas são mesmo as intrigas paralelas. Para começar, damas não é apenas um jogo de dois jogadores, como é referido nas regras oficiais, mas sim de toda um conjunto variado de jogadores-espectadores (qualquer jogo de homem os tem), que são homens bastante desocupados da vida que participam no jogo mandando "bitaites", as vezes pa ajudar, outras simplesmente para atrapalhar (homem que é homem adora ver outro homem merdar, é lei). Depois, homem que pratica o jogo "dámas" adora ouvir o tilintar das peças aquando uma vibração na mesa ou de outro qualquer mobiliário é provocado, logo, sempre que possível, alevanta o seu braço trunfador (ver explicaçao em posts futuros) para fazer estremecer a mesa e provocar não so o tal referido tilintar mas para também para o burburinho da sala ("Oh caralho que o Mané ja tá a ficar fodido") e, como é evidente, apoquentar o adversário. Praticamente sempre, o final de um disputado jogo de damas acaba em soco, pois cada um defende sempre a sua regra e insulta a do outro, pois é de Homem nunca mudar a sua opinião, especialmente quando dada por outro homem, logo alguém que é inferior a ele mesmo. Apesar de não ser um jogo muito complicado, jovens-Homens não o praticam regularmente, sendo damas um jogo mais de reformados e aposentados que já desenvolveram milhões de regras à parte e têm sempre letra para tudo. Pouco há mais para referir, a não ser que se jogas Xadrez és claramente cor-de-rosa, portantos muda-te pa dámas, isso sim, deHomem. Aprende.

Ressabianços: 7

Blogger Atalaia
(28 junho, 2005 15:11)

Dómem mesmo é sueca ou dominó com um copo de tinto carrascão à frente. Cheio. É isso e dizer mal de postas como estas que aqui prantas, a ver se fionalmente te crescem pintelhos no peito, mas isso não é pra ti, é pra homens!

 
Blogger ruben
(28 junho, 2005 16:10)

A melhor regra de "Dámas" que já me apareceu à frente foi a chamada regra do "passo", acontece quando um dos jogadores começa a ficar em desvantagem e para não perder mais peças diz "passo" lolololol.

Tenho que concordar com a Atalaia, a Sueca em especial é mais d'Homem que as "dámas"

 
Blogger Zoom
(28 junho, 2005 16:13)

caro/a atalaia, este artigo é o primeiro de uma série. um artigo por dia, lá chegaremos a esses jogos de homem, entre outros, que já estão pensados.

ruben: os verdadeiros apelidam peças em certas posições, como a "porquinha", quando a peça não se pode mover, junto ao lado do adversário.

um abraço com sonoras pancadas na "espinha" para ambos

 
Blogger ruben
(28 junho, 2005 16:53)

Esqueci-me de mencionar que na altura não havia nenhuma "porquinha", o meu adversário tava em condições de mover qualquer peça no tabuleiro, mas lembrou-se de inventar uma regra à pressão, que lhe conferia a possibilidade de passar a vez.

 
Blogger Wicked
(28 junho, 2005 19:42)

epah! kero aprendeire cum bós a ser um Home a sério (embora axe que o facto de ser gaja nao facilite as cenas..ainda assim, se algum dia me crescerem pelos no peito prometo que entro em contacto convosco e me torno vossa discipula).

megas, tas la..desconhecia o teu
interesse p/ essa bela actividade lúdica profundamente intelectual que são as damas. um bem haja a ti!

miudos, parabens pelas belissimas dissertações com as kual nos têm brindado. Continuem o bom trabalho e tal.
bjs

 
Blogger Emanuel Vilela
(29 junho, 2005 13:05)

Sugestão pos futuros postes: o Monopolio d'Homem..Em vez de ter o Rossio tem o Bordel da micas/tina/maria e em vez das cartas da sorte tem as do Azar, pk azar é d homem!

 
Blogger José Nuno Ferreira
(30 junho, 2005 10:36)

eh laa....ag andam paki a ressabiar?
lol~
realmente..damas é d'homem...mas n sao 12 peças pa cada um?ou cai na cena de "eu faço as minhas regras"?

 

Enviar um comentário

<< dehomem.blogspot.com