<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d13730762\x26blogName\x3dD\x27Homem\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://dehomem.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://dehomem.blogspot.com/\x26vt\x3d-9092945672773493816', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

16 agosto 2005

Emigras


Por todo esse país fora, e com particular incidência e densidade durante a decorrente estival época, se podem contemplar belos exemplares daquilo a que um gajo se refere como os "emigras". Gente que morava cá e foi trabalhar para fora, em especial para França.
Quem como eu nunca presenciou a famosa sequência do «Jean-Pierre vien ici... Jean-Pierre vien ici... Jean-Pierre vien ici... Anda cá caralho!!!». Poluição sonora. Quem como eu nunca passou por um grupo de filhas de emigras aos berro que nem labregas que começam logo a piar fininho e em franciú mal vêm um gajo? Heptadecagónicos caralhos me fodam...
Retornados é inquestionavelmente de lycra. Senão, vejamos:
  • É gente que não tem tomates e vai enterrar a cabeça na areia e fugir, em vez de lutar, à Homem.
  • Chamam aos filhos Jean-Pierre e Jean-Claude, que é como quem diz Sr. Lantejoula alvitrando o homossexual futuro que lhes desejam.
  • Renegam a língua de origem, verborreando hecatômbicas barbaridades na ordem do «Jean-Pierre fecha a fenêtre pra non entrrar la mouche!».
  • Deixam os putos andar vestidos de bermudas largas, t-shirts com imagens de skaters e DJs, bonés de rede, crista DESCOLORADA no cabelo, BRINCOS, e como se não bastasse em CONJUNTOS DA MESMA MARCA E COR. E óculos de sol de massa vermelhos, com lentes daqulas que parece que têm óleo em cima.
Certamente se compreenderá que serão perfeitamente desnecessárias quaisquer outras provas.

Não vou dizer que emigras não têm a sua componente máscula: afinal, o Olympia de Paris encheu duas vezes para Tony Carreira. Chamasse-me eu Maria/Tina/Micas, e vir-me-iam as lágrimas duas vezes aos olhos: a primeira, pela emoção de ter tal figura nacional num espectáculo tão grandioso; a segunda, só de pensar na quantidade de ossos de frango que teria de limpar do chão do recinto. Mas o facto de terem deixado a nação natal por qualquer motivo que não fosse a guerra, faz deles incontornavelmente espécies alariladas.

NOTA:
Tome-se especial atenção para não confundir os emigras com os imigras ou turistas, devendo o homem a sério nesse caso referir-se a eles, consoante a sua nacionalidade, da seguinte forma:
  • Alemanha: chbáin [schwein]
  • Inglaterra: ca-món [come on]
  • França: abéque [avec]


Aprendei, degradés.

Ressabianços: 8

Anonymous risinhos
(18 agosto, 2005 23:40)

Mas há outra lado positivo nos emigras franceses, os avecs.
As filhas dos franceses! :)
Vêem cá passar umas ferias e tal e como boas estrangeiras querem dar uns trabolhões com um Portugês a serio.
:)
Come-las é de homem! :D

 
Blogger Ginjas
(19 agosto, 2005 14:00)

Jovem, um grande aval à sua opinião.

Note-se, no entanto: EMIGRAS FRANCESES NÃO SÃO AVECS. Isso são os turistas. Ta bem explicado...

E atenção: as conas francesas são para ser prontamente entulhadas como deus manda, mas nada de relações sérias.

Abraço

 
Blogger cmere
(19 agosto, 2005 22:58)

cá para mim os ingleses são os bifes i os alemães os bosch. e tenho dito.


*filipa

 
Blogger Emanuel Vilela
(22 agosto, 2005 11:41)

Eu axo k o SUV da foto é d'homem! :D

 
Blogger Charmoso
(24 agosto, 2005 16:03)

Ser francês ou emigrar para França não é de Homem. O promenor da indumentária está demais! Os "avecs" vestem-se tão mal que um gajo olha para eles a pensar onde é que vai este cromo assim vestido , e eles acham que olhamos para eles porque se vestem bem e os cobiçamos!

 
Blogger Charmoso
(24 agosto, 2005 16:04)

Já pareço um franciú: promenor!!

*pormenor** ( assim oui!!!)

 
Anonymous José Merdoso Portagee
(10 fevereiro, 2007 11:25)

EMIGRANTE FILHO DA PUTA TU NÃO SABES COM QUEM ESTÁS A FALAR!!!!!

Eu sou um elite e vivo à custa das remessas que envias diariamente para Portugal mais as esmolas da UE que pagas através dos impostos lá em França. Apesar de viver de esmolas e vigarices, até já comprei um BMW com fundos que desviei, eu sou SUPERIOR aos emigras porque tenho um comboio de títulos e cursos, pagos pela UE e nunca tive de lavar sanitas em Paris!!! Eu sou um verdadeiro português e sou chique e elegante como o José Castelo Branco!! Eu acho que deveriam retirar a nacionalidade aos emigras que envergonham Portugal lá fora a trabalhar mas isso levaria à seca do rio de € que enviam para sustentar parasitas como eu.

 
Anonymous Anónimo
(12 janeiro, 2012 14:51)

The article was very interesting and informative for me. weight loss Read a useful article about tramadol tramadol

 

Enviar um comentário

<< dehomem.blogspot.com