<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d13730762\x26blogName\x3dD\x27Homem\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://dehomem.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://dehomem.blogspot.com/\x26vt\x3d-9092945672773493816', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

25 julho 2005

Prémios D'Homem: Quim Barreiros

É com muito agrado que o D'Homem premeia o incontornável Quim Barreiros.

De bigode farfalhudo e sorriso malandro, o Tio Quim sempre nos brindou com a sua música alegre e as letras com incríveis metáforas a roçar a genialidade, transpirando macheza.

A figura que se apresenta de acordeão - instrumento de música popular (de macho) por excelência - e chapéu é um ícone digno de merecido tributo. Entre todo o seu espólio de músicas másculas, posso referir «A Garagem da Vizinha» - repare-se que o carro tem um atrelado, uma cena realmente colhão - ou a mundialmente conhecida «Mestre de Culinária», da qual passo a citar «pare ver s'eu cuzinho mais depresssa».
Julgo que podemos espremer testosterona do seu inseparável acordeão, que sempre acompanhou relíquias como «Os Peitos da Cabritinha» ou «Chupa Teresa».

Este senhor pode - injustamente - nunca ter recebido um Grammy, mas julgo que o galardão agora atribuído pelo D'Homem faz jus ao legado musical que esta lenda viva nos vai deixando.

Aprendam, com ele.

Ressabianços: 2

Anonymous Profeta
(25 julho, 2005 13:42)

abensoado quinzinho!! faço vénias a esse macho da música portuguesa! a suas letras são geniais e dignas de um nobel da literatura!
acho que não há muito a dizer sobre este Homem pois ele próprio já se descreve com a sua presença na vida de todos nós!
tenho dito.

 
Anonymous João Paulo Rodrigues
(05 janeiro, 2007 00:09)

Acho que Portugal seria muito mais pobre sem o Quim Barreiros, remédio ciêntifico contra as depressões. Basta ouvir para ficar bem disposto. Sou apaixonado por rock progressivo mas amo o Quim porque me deixa recordações de como é bom ser Português. Um bem haja para si Quim e que Deus o acompanhe sempre.

 

Enviar um comentário

<< dehomem.blogspot.com